A última semana de 2017

Chegou a semana do ano em que desacelerar faz bem.

À medida que o fim do ano se aproxima é comum que a nossa rotina de trabalho fique mais puxada – isso sem falar nos compromissos sociais. Festas, presentes, planos… É como se o ano inteiro se condensasse nesses dias de dezembro carregados de urgência e expectativa.

Mas agora, passado o natal, eis que chegamos na última semana do ano. Hora de relaxar.

Se permita viver esse período, ele é importante para todos nós. É necessário.

Como vai ser a sua semana?

Em 2017, aqui no blog, escrevi muito sobre a importância de uma vida saudável, com bons hábitos, boa alimentação e uma rotina de atividades físicas.

Leia também Estilo de vida saudável pode reduzir risco genético de ataque cardíaco

Manter o foco nem sempre é fácil e na época de festas de fim de ano tudo parece ainda mais complicado.

E é, principalmente quando o assunto é comida né? Mas pense que é uma vez no ano e não  vai acabar com o seu treinamento. Esses pequenos exageros isolados não precisam ser um problema agora. Eles podem ser rapidamente revertidos sem causar nenhum dano permanente no organismo.

O que faz mal à saúde é a insistência no erro, na rotina fora da linha.

Experimente, nesses dias, deixar de lado suas próprias cobranças e pressões. Descanse para encher as reservas de energia. Deixe seu corpo se recuperar das micro lesões que sofreu durante o ano nos exercícios.

E não me entenda mal! Não estou dizendo que você deve parar de treinar ou de se alimentar corretamente, apenas que, se isso acontecer agora, não tem problema. Não se culpe.

Ano novo é metáfora de recomeço. De planejar o ano seguinte com a chance de colocar as coisas no lugar.

Então, meu recado para essa última semana é: aproveite e se permita vivê-la sem se exigir tanto.

E, claro, para quem não se cuidou muito em 2017, a dica principal é que 2018 seja diferente.

Att. Dr. Andre Lopes – PhD em Ciências do Movimento Humano

>>> Entre no site do Isulbra para conhecer meus cursos online! Veja esse sobre Fisiologia Humana.