Supercompensação no treinamento físico

Entende-se por supercompensação os efeitos do esforço de um treino. 

Vou explicar: depois de uma sessão de treinamento, é preciso rever os “estragos” e regenerar os processos. E é nesse momento pós-exercício que nosso organismo, para se recuperar do estímulo e se proteger, gera um aumento das estruturas musculares – o que chamamos de hipertrofia. Essa defesa do corpo é um processo adaptativo da nossa evolução…

Dito isso, parece bem lógico e simples prescrever exercícios não é mesmo?

Alguém mais simplista poderia dizer: é só estimular sempre subindo as cargas e teremos ótimos resultados.

Mas as coisas não são tão simples…

Faça meu curso online sobre as Bases do treinamento físico

A supercompensação pode ser dividida em cinco fases:

Fase 1: Estímulo suficientemente grande para causar abalo no sistema fisiológico e gerar adaptações. Sem a intensidade adequada não há muitas adaptações e estaremos apenas gastando calorias.

Fase 2: Quando a sessão de treinamento termina é que vamos ter a fadiga. Claro que nem todas as sessões vão gerar fadiga, mas nas que você deseja supercompensar, isso será necessário.

Fase 3: Início da fase de recuperação. Importante fazer o aporte nutricional e descansar nessa fase.

Fase 4: Fim da recuperação total. Nessa fase, seu organismo tem que estar melhor do que antes da última sessão. Sintomas de cansaço e dores musculares devem estar minimizados ou não existir.

Fase 5: Ponto máximo da adaptação, nesse momento entra a necessidade de realizar um novo estímulo para que não haja uma perda de benefícios.

A montagem de uma sessão de treinamento é um grande desafio para o profissional de educação física. Por esse motivo insistimos na educação continuada a fim de manter as atualizações técnicas dos sujeitos para que o desafio da prescrição se torne mais adequado. Quando se fala em um programa de treinamento, que envolve muitas variáveis de interferência, a coisa fica ainda mais delicada. Portanto, dedique-se a entender cada detalhe da educação física para virar um grande treinador.

Leia também aqui no blog Essa dica você não esperava sobre treinamento

Att. Dr. Andre Lopes – PhD em Ciências do Movimento Humano