9 alimentos que ajudam o seu cérebro

Muito se fala na importância de uma vida saudável. Boa alimentação, exercícios físicos, hábitos ditos “corretos”… Isso tudo impacta diretamente na nossa saúde e, claro, no cérebro também. Se engana quem pensa que ele não precisa de cuidados especiais!

Aliás, recentemente o Global Council on Brain Health publicou uma série de recomendações para manter o órgão saudável durante o envelhecimento. Essas recomendações são baseadas na conclusão de um encontro entre treze especialistas da área da saúde que aconteceu em março em Washington, nos Estados Unidos. Eles discutiram as evidências científicas das atividades que ajudam a estimular e manter o cérebro saudável.

Entre as valiosas dicas estão propor a si mesmo desafios, valorizar a vida social, pensar positivamente, dormir bem, praticar esportes regularmente e comer de forma saudável.

A alimentação é muito importante. E é sobre isso que vou falar agora.

O cérebro depende dos aspectos nutricionais e de oxigenação do corpo. Portanto, uma boa alimentação significa uma mente forte e inteligente. Esse poderoso órgão precisa se alimentar com os nutrientes adequados que o façam render e funcionar com toda a sua capacidade. Lembrando que ele consome 20% da energia do nosso corpo.

Curso online de Modulação Hormonal – conheça a página do Isulbra!

Chá verde 

As propriedades químicas desse chá ajudam a turbinar a atividade cerebral. Um estudo feito na University of Basel, na Suíça, publicado em 2014 no jornal Psychopharmacology indica que o chá verde tem propriedades instantâneas em relação às funções cerebrais. Na pesquisa, um grupo de voluntários recebeu 27,5g de concentrado de chá verde e o outro grupo um placebo. Os participantes foram conectados a aparelhos para mensurar a sinapse cerebral e passaram por atividades envolvendo memória e raciocínio. O grupo que tomou o chá apresentou melhora significativa na comunicação entre os lóbulos frontal e parietal – o que aumentou o desempenho deles nos exercícios de memória – principalmente de curto prazo.

Frutas secas 

Elas têm minerais e vitaminas importantes para a saúde cardiovascular, o que ajuda na distribuição correta de sangue e oxigênio para todos os órgãos, inclusive o cérebro.

Água pura 

Seu cérebro precisa de mais água do que qualquer outra parte do corpo, porque necessita do líquido para conduzir a informação de um neurônio a outro. Os neurotransmissores são dependentes da água. Quando o corpo está desidratado, a transmissão nervosa fica comprometida e a função cerebral diminui.

Gordura boa 

Pesquisas mostram que a nutrição afeta o desenvolvimento do cérebro e seu funcionamento. Quais são as gorduras boas: poliinsaturadas, DHA e saturadas. Elas auxiliam na manutenção do órgão.

Vegetais 

Ao consumir vegetais verdes, por exemplo, você ingere nutrientes como luteína, folato, vitamina K e beta-caroteno. Eles são importantes para as habilidades cognitivas do cérebro.

Maçãs 

Quando consumida frequentemente, a fruta preserva a saúde do cérebro porque é uma fonte de fisetina e tem grande concentração de vitaminas.

Ovos 

Eles têm vitamina B12, que ajuda na formação dos componentes das células do cérebro. A vitamina melhora o funcionamento do órgão e ajuda a aumentar a acetilcolina, que é uma importante substância para as funções de memorização.

Mel 

Ele alimenta o cérebro. Ajuda na memória e cognição, no processo dos comandos nervosos para o corpo e previne contra envelhecimento celular precoce e doenças neurológicas. Também promove sensação de bem estar porque estimula a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer.

Abacate 

Também é aliado da saúde mental. O fruto é fonte de luteína, uma substância que ajuda a afiar os neurônios e melhorar os raciocínios.

Leia também >>> Dieta Vegana para Atletas 

Att. Dr. Andre Lopes – PhD em Ciências do Movimento Humano.