Café com ou sem açúcar?

O dia mal começou e ele já está lá… na xícara de café! O açúcar no cafezinho pode parecer inofensivo, mas não é. Veja que uma colher de sopa de açúcar tem um total de 48 calorias. É muita coisa se pensarmos que a recomendação diária de adição de açúcar na alimentação é de 100 calorias para mulheres e 150 para homens.

Então faça um exercício mental: quantos cafés adoçados com açúcar você toma por dia? Passou da cota recomendada?

Pois é, foi a partir de reflexões como essa que pesquisadores da University of Minnesota, nos Estados Unidos, resolveram analisar o comportamento das pessoas que tomam café.

Quer fazer meu curso online sobre Bases do treinamento físico – Módulo I?

Será que quem aprende a apreciar a bebida e consumir de forma bem consciente consegue eliminar o açúcar de vez? É um bom começo para reduzir o consumo diário de calorias sem ter que fazer uma dieta restritiva né?

Os pesquisadores Richie Lenne e Traci Mann fizeram três testes baseados em teorias para ajudar um grupo de pessoas nesse processo. 127 indivíduos foram divididos em três grupos e, durante duas semanas, cada grupo teve uma experiência diferente com café.

No primeiro grupo, os sujeitos foram diminuindo gradativamente a quantidade de açúcar na bebida, ou seja, todos os dias colocavam um pouco menos.

O segundo grupo passou por uma espécie de curso sobre como beber café com atenção. Como assim? Eles aprenderam a apreciar a bebida, identificando sabor, doçura, acidez e sensação na boca.

Já o terceiro grupo teve uma experiência mais radical, porque o açúcar foi completamente cortado do dia a dia.

No blog você também encontra: Esteroides Anabólicos Sintéticos.

Os resultados

Todos os participantes reduziram o consumo do carboidrato depois dos testes. O que os pesquisadores não imaginavam é que essa redução foi drasticamente maior no dia a dia do grupo que aprendeu a tomar café de forma consciente (eles achavam que o grupo que foi reduzindo o açúcar gradativamente conseguiria manter os bons hábitos com mais facilidade depois). A longo prazo, essa grande redução pode ser muito benéfica para essas pessoas que, agora, tomam café sem açúcar com prazer.

Dito isso, não esqueça…

Diversos estudos já mostraram que açúcar em excesso é prejudicial à saúde. James S et al (2013), da University of Utah, nos Estados Unidos, descobriram que o açúcar, até mesmo em quantidades consideradas normais, pode fazer mal. Eles analisaram os efeitos do consumo de açúcar em camundongos equivalente a três latinhas de refrigerante por dia, acompanhadas de uma dieta balanceada.

Depois de 32 semanas, dos 158 animais avaliados, 35% das fêmeas morreram (enquanto a taxa de mortes entre as fêmeas que fizeram dieta sem açúcar foi de 17%). Já os machos alimentados com mais açúcar conseguiram 26% menos território e se reproduziram 25% menos do que os demais.

Reduzir a quantidade de açúcar no café é uma mudança que pode desencadear muitos outros hábitos saudáveis na vida de alguém. Então… faça um bom café puro e explore o melhor que essa bebida pode te oferecer.

Att. Dr. Andre Lopes – PhD em Ciências do Movimento Humano

Faça um dos meus cursos online www.isulbra.com.br