Quando alguém emagrece para onde vai a gordura

Quando alguém emagrece, para onde vai a gordura?

Você já parou para pensar o que acontece com a gordura quando emagrecemos?

Será que derrete?

É eliminada nas fezes, urina, suor ou através da respiração?

Parece uma pergunta boba, no entanto, a maioria dos especialistas da área de saúde, ainda não são capazes de responder a essa questão corretamente.

Considerando que o sobrepeso e a obesidade assumiram proporções epidêmicas na população mundial, ambos, se tornaram o foco de diversos estudos na área da saúde, com objetivo de tentar compreender e combater a doença. Consequentemente, inúmeras estratégias estão sendo adotadas, afim de, reduzir a gordura corporal. Pois além da mudança estética, o emagrecimento também proporciona vários benefícios a saúde.

Desta forma, devido a essa busca constante por um corpo perfeito, todos nós deveríamos saber a resposta desta simples questão: para onde vai a gordura?

Muitas pessoas acreditam e cometem um equívoco ao afirmar que a gordura é convertida em energia ou calor, enquanto que outras, pensam que ela é excretada ou até mesmo convertida em músculo.

De acordo com um estudo australiano, desenvolvido pela escola de biotecnologia e ciência biomolecular da Universidade De New South Wales, publicado em 2014 no Bristish Medical Journal, investigou o funcionamento do organismo em busca de entender para onde vai a gordura quando emagrecemos, constatou que o seu processo de eliminação é muito mais complexo do que imaginamos. Os pesquisadores, descobriram que grande parte da massa gordurosa é exalada pelo corpo na forma de dióxido de carbono (CO2), durante a respiração. Em outras palavras, praticamente exalamos toda a massa que perdemos.

Sabe-se que o excesso de carboidratos e proteína da alimentação é convertida em triglicerídeos e armazenados em gotículas lipídicas dentro de células de gordura. Os autores ressaltam que a sua fórmula química é conhecida desde 1960 (carbono, hidrogênio e oxigênio), porém o que não estava claro, é o que realmente acontece com os átomos de oxigênio que formam a gordura, quando a pessoa emagrece.

A análise mostrou que para realizar o processo metabólico de perda de massa, o oxigênio inalado precisa ser três vezes maior do que a quantidade de gordura a ser perdida. Isto é, para que ocorra a oxidação de 10kg de gordura, nosso corpo precisa de 29kg de oxigênio, resultando em 28kg de CO2 e 11kg de água.

Para chegar a essa conclusão, os autores rastrearam cada átomo da gordura a ser eliminada. Assim, constataram que quando ocorre a oxidação de 10kg de gordura, aproximadamente 8kg são exalados pelos pulmões, na forma de dióxido de carbono. O restante, se transforma em água, que pode ser excretada pela urina, fezes ou outros fluidos corporais.

O estudo também mostrou que uma pessoa com 70kg excreta 200g de carbono por dia e um terço da perda de massa é alcançada durante o sono. E que correr por uma hora, por exemplo, elimina 40g de CO2 a mais, elevando a média diária para 240g.

Então, para emagrecer, eu só preciso exalar mais ar?

Quer aprender sobre fisiologia e ir muito bem nas provas?

Faça nosso curso on-line e saiba mais que todos! 

>>>clique aqui<<<

Os autores explicam que o simples ato de respirar com mais frequência não é capaz de causar perda de massa. Pois a respiração errada pode causar hiperventilação, seguido de tontura, palpitações e perda de consciência.

Desta forma, a pesquisa concluiu que os pulmões é o órgão excretor de gordura. E para que ocorra a perda de massa, é preciso liberar o carbono armazenado nas células de gordura. O que reforça a recomendação de comer menos e se mover mais.

Portanto, não existe fórmula mágica, a maneira mais eficaz de “queimar” gordura continua a mesma: aliar a prática de exercícios físicos a uma alimentação saudávelsempre sob a supervisão de profissionais.

Texto interpretado pela Nutricionista Ediana Karnopp

https://www.facebook.com/nutriedianakarnopp/

MEERMAN, R.; BROWN, A.J. When somebody loses weight, where does the fat go? Bristish Medical Journal, 2014.